BREVE HISTÓRIA DO CROCHET

Não existem muitas certezas quanto às origens do crochet. No entanto, existem fortes indícios que esta técnica artesanal tenha surgido no continente asiático.

O crochet chegou à Europa através das rotas comerciais com o Oriente e teve maior expressão a partir do século XVII.

Supõe-se que a palavra “crochet” tenha tido origem na palavra francesa medieval croké (instrumento de ferro em forma de gancho).

Actualmente, é um tipo de artesanato praticado mundialmente e é aplicado para fazer as mais variadas peças, desde a decoração ao vestuário.

MATERAIS E UTENSÍLIOS

UTENSÍLIOS PARA CROCHET

Para iniciar qualquer projecto de crochet terá que possuir, necessariamente, uma  agulha de crochet.

Para além do essencial, também necessitará de uma tesoura e de uma fita métrica (indispensável para medir uma amostra, assim como o comprimento da peça de crochet).

Existem outros acessórios que podem auxiliar nesta prática. Entre estes acessórios estão: a agulha de cerzir (para coser e juntar peças de crochet); os marcadores de pontos (utensílios que servem para marcar um determinado ponto); o calibrador de agulhas (permite determinar qual o calibre de uma agulha).

AGULHAS DE CROCHET

Tipicamente, as agulhas de crochet possuem uma ponta única na forma de um gancho (agulhas standard), mas existem também agulhas de crochet de ponta dupla e circulares. Normalmente, as agulhas mais finas servem para trabalhar com fios mais finos e executar um crochet mais delicado, parecido com renda, e as agulhas mais grossas são normalmente utilizadas para fazer peças de vestuário. Estas podem ser feitas de variados materiais (madeira, bamboo, metal e plástico) e podem apresentar variados calibres e comprimentos.

Os calibres das agulhas de crochet não têm a mesma classificação em todo o mundo. Aqui fica uma tabela com alguns dos calibres que as agulhas de crochet podem apresentar e as respectivas conversões para o sistema americano:

Agulhas de Crochet
SISTEMA MÉTRICO (mm)SISTEMA AMERICANO (US)
0.5018
0.6016
0.7514
1.0012
1.2510
1.508
1.756
------
2.00A
2.50B
3.00C
3.25D
3.50E
Agulhas de Crochet (cont.)
SISTEMA MÉTRICO (mm)SISTEMA AMERICANO (US)
3.75---
4.00F
4.50G
5.00H
5.50I
6.00J
7.00K
8.00L
9.00M
10.00N
12.00O
15.00P
20.00S

FIOS DE CROCHET

Assim como as agulhas, também os fios de crochet podem ser de variados materiais (fibras de origem animal, vegetal ou sintéticas e combinações de fibras) e apresentam-se com diferentes espessuras e cores.

Os fios de crochet podem ser comprados tanto na forma de novelo como na forma de meada e, normalmente, vêm acompanhados por um rótulo.

Este rótulo contém as instruções de lavagem, o calibre das agulhas a utilizar, o peso, o comprimento, a composição e um código associado à cor (que depende da marca).

O código da cor é importante guardar em caso de ser necessário comprar a mesma linha para terminar ou reparar um trabalho.

 NOTAS DO CROCHET

NOTA 1

Terminologia do Crochet

Antes de iniciar o seu crochet, é importante familiarizar-se com alguma da terminologia associada a esta técnica. Este conhecimento vai-lhe permitir interpretar correctamente os esquemas e diagramas que possa querer fazer.

Como existem disponíveis um grande número de esquemas em inglês, aqui ficam alguns termos que poderá encontrar e a sua correspondência em português.

 Inglês (uk)Inglês (us)Português
chchaincordão
decdecreasediminuir
dcdouble crochetsingle crochet (sc)ponto baixo (pb)
dtrdouble treble crochettreble crochet (tr)ponto alto duplo (pad)
htrhalf treble crochethalf double crochet (hdc)ponto médio alto (pma)
incincreaseaumentar
picpicotborboto
spspaceespaço
ssslip stichponto raso (pr)
(ou meio ponto)
st(s)stich(es)pontos
trtreble crochetdouble crochet (dc)ponto alto (pa)
trtrtriple treble crochetdouble treble crochet (dtr)ponto alto triplo (pat)
yrhyarn round hooklaçada na agulha
( )round brackets indicate a group of stitches to be worked together into a stitchentre parênteses - indica o grupo de pontos a serem trabalhados juntos no mesmo ponto
[ ]square brackets enclose a group of stitches to be worked the number of times stated after the bracketsentre parênteses rectos - encerra um conjunto de pontos a serem trabalhados o número de vezes indicado logo a seguir aos parênteses rectos
''inches1 inch = 2,54 cm

NOTA 2

Simbologia do Crochet

Para além dos termos do crochet existem também os símbolos. A forma de executar cada ponto do crochet é universal assim, quando for capaz de reproduzir cada um dos pontos do crochet, poderá interpretar qualquer esquema, independentemente da sua língua de origem.

 

Símbolos
Alguns dos símbolos mais usados no crochet
cordão
ponto raso
Ou ponto baixo
ponto médio alto
ponto alto
ponto alto duplo
ponto alto triplo
borboto
trabalhar apenas pela parte de trás da laçada
trabalhar apenas pela parte da frente da laçada
indica o tipo de ponto a fazer em relevo, pela parte da frente
indica o tipo de ponto a fazer em relevo, pela parte de trás
direção do trabalho
começar aqui
rematar aqui
Símbolos (cont.)
Alguns dos símbolos mais usados no crochet

Aumentar

Sempre que aparecer um símbolo em forma de V
fazer um determinado número e tipos de pontos no mesmo ponto

Diminuir

Sempre que aparecer um símbolo em forma de "V" invertido
fechar um determinado número e tipos de pontos juntos

Agrupar

Sempre que aparecer um símbolo em forma de concha
agrupar um determinado número e tipos de pontos juntos

NOTA 3

Técnica Manual

Antes de começar, tome nota que é importante segurar bem a agulha e o fio.

A agulha poderá segurar tanto como uma faca ou como um lápis, conforme lhe parecer mais confortável.

O fio, deverá posicioná-lo entre os dedos da mão contrária à agulha, controlando a sua tensão que não deverá ser nem excessiva nem diminuta, apenas a necessária (terá que encontrar o “meio termo” pois se for excessiva os pontos irão ficar muito apertados e não será fácil trabalhar com a agulha e se for reduzida irá ficar com espaços abertos no seu trabalho).

BÁSICO DO CROCHET

O crochet é uma técnica muito versátil. Conheça aqui algumas instruções básicas para poder pôr o seu crochet em marcha.

NÓ DO CORDÃO

O nó do cordão representa o primeiro laço da cadeia de laços que irá trabalhar com a sua agulha. Poderá fazer este nó com a ajuda de uma agulha ou, simplesmente, com as mãos.

CORDÃO OU CADEIA

O cordão de crochet corresponde à fundação base do seu trabalho e este determinará o seu comprimento.

PONTOS DO CROCHET

Os pontos base do crochet são os pontos: raso, baixo, meio alto, alto, alto duplo e alto triplo. Aquilo que os distingue visualmente é a sua “altura”.

Vamos tentar fazer um de cada vez!

Antes de mais, e seja qual for o ponto que irá fazer, comece por fazer o cordão do comprimento que deseja.

Se estiver a contar o número de laços que está a fazer para construir um determinado esquema, não se esqueça de contar com os laços extra que terá que trabalhar para fazer “crescer” o primeiro ponto e começar uma carreira.

Notas Importantes:

1. o laço onde está inserida a agulha, nunca é contabilizado como parte da montagem do cordão;

2. a agulha deve ser sempre inserida no cordão pela parte da frente deste;

3. no fim de construir qualquer ponto de crochet, deve apenas restar um único laço na agulha.

 

MEIO PONTO (OU PONTO RASO)

Este ponto é o ponto mais simples do crochet. Consiste apenas em laçar o fio na agulha e fazê-lo passar pelo interior de dois laços, numa intenção de os unir.

 

PONTO BAIXO

O ponto baixo é o ponto mais “curto” do crochet.

Nota: não é necessário laçar o fio na agulha antes de começar a executar o ponto.

 

PONTO MÉDIO ALTO

O ponto médio alto é, como o nome indica, um ponto intermédio entre o ponto alto e o ponto baixo.

Nota: é necessário laçar o fio na agulha, uma vez, antes de executar o ponto.

 

PONTO ALTO

O ponto alto é mais “alto” que o ponto anterior.

Nota: é necessário laçar o fio na agulha, uma vez, antes de executar o ponto.

PONTO ALTO DUPLO

O ponto alto duplo é mais “alto” que o ponto anterior.

Nota: é necessário laçar o fio na agulha, duas vezes, antes de executar o ponto.

 

PONTO ALTO TRIPLO

Consequentemente, o ponto alto triplo é mais “alto” que o ponto anterior.

Nota: é necessário laçar o fio na agulha, três vezes, antes de executar o ponto.

CROCHET CIRCULAR

O crochet pode também ser trabalhado de forma circular. Aqui ficam duas formas de o fazer: por um círculo em fio (círculo mágico) ou por um círculo em cordão.

 

CÍRCULO EM FIO (CÍRCULO MÁGICO)

Este círculo é feito a partir de um laço de fio. O círculo em fio torna possível ajustar melhor os pontos trabalhados, puxando a ponta do laço.

Nota: logo que possa, disfarce alguns centímetros do fio que corresponde à ponta do novelo, pela parte de trás do seu trabalho e pelo interior dos pontos. Para isso pode usar a sua agulha de crochet ou então recorrer a uma agulha de cerzir. Corte o excedente.

 

CÍRCULO EM CORDÃO

Já o  círculo em cordão é menos flexível. Neste caso, em vez de fazer crescer a carreira de pontos em torno de um laço de fio, é feito um cordão de crochet, fechado, e a carreira de pontos cresce sobre este círculo bem definido.

Nota: lembre-se que quanto maior for o cordão, mais pontos poderá fazer no mesmo mas o “buraco” resultante no centro do círculo será maior.

Nota: vá disfarçando alguns centímetros do fio da ponta do cordão pela parte de trás do seu trabalho, à medida que for executando os pontos (assim não terá que o fazer mais tarde). Corte o excedente.

REMATE

Após terminar qualquer peça, fixe cuidadosamente o fio para o seu trabalho não se desfazer.

O que tem que fazer é, ainda com a agulha enfiada no último laço, cortar uns centímetros de fio e puxá-lo pelo interior desse mesmo laço. Depois de ter puxado o fio tente dar um nó neste último laço (para isso pode também recorrer a uma agulha de cerzir, se lhe der mais jeito).

Depois de garantir que o trabalho não se vai desfazer, disfarce o fio que cortou pelo interior da margem do seu trabalho. Pode executar este passo com a sua agulha de crochet ou então recorrer a uma agulha de cerzir (com ponta arredondada).

OUTRAS TÉCNICAS

CROCHET TUNISINO

O crochet tunisino é uma forma de fazer crochet que se aproxima do tricot. Como particularidade, este tipo de crochet é feito com agulhas mais alongadas que as tradicionais e isto deve-se ao facto da construção do tecido se manter na agulha, tal como no tricot.

Outra particularidade do crochet tunisino é o facto de nunca se virar o trabalho no final de cada carreira (ao contrário do crochet tradicional). A peça que estiver a fazer, ficará sempre com o lado certo virado para si.

CROCHET TUNISINO SIMPLES

No final, obterá uma peça com uma textura bastante densa e maleável.

Existe uma grande variedade de pontos associados ao crochet tunisino, que variam conforme vai alterando o sítio da cadeia onde introduz a agulha e da forma como mantém o fio que está a ser trabalhado. Este tipo crochet também pode ser trabalhado de forma circular.

Nota: o crochet tunisino tem tendência a enrolar-se nas extremidades. Numa tentativa de corrigir isto, pode humedecer ligeiramente a zona e, com os dedos, tente desenrolar o tecido, esticando-o.

CROCHET DE TAPEÇARIA

O crochet de tapeçaria é uma técnica a partir da qual é possível criar motivos no crochet e formar uma peça única (isto é, uma peça inteira que não foi cosida a partir de uma ou mais peças de crochet).

Para tal, os fios de cores diferentes irão passar para a parte da frente e de trás do trabalho, conforme o motivo escolhido.

Os fios que não estão a ser utilizadas irão ficar “aprisionados” por dentro dos pontos que vão sendo executados.

Existem várias formas de criar tapeçaria de crochet mas o ponto baixo é um dos pontos mais utilizados nesta técnica.

No final, obterá uma peça com uma textura bastante densa e pesada.

Para além do ponto baixo, também poderá fazer este tipo de crochet com o ponto médio alto ou o ponto alto (o que acontece é que quanto mais “alto” for o ponto, mais difícil se torna disfarçar os fios que não estão a ser trabalhados pelo interior dos pontos executados).

?

PROJECTOS DE CROCHET