Na secção – Básico do Bordado – são apresentados alguns dos pontos de bordado mais usados. Em todos eles existe uma referência ao início e ao remate.
Em ambos os casos, é comum não se fazer um nó pois pode notar-se uma saliência no lado certo o seu trabalho, especialmente se o bordado for emoldurado. Para além disso, quando se faz um nó, este irá repuxar o tecido em dois pontos do motivo trabalhado, criando um efeito visual menos bonito.

Normalmente, aquilo que é feito no início é trabalhar os pontos (no lado certo) sobre alguns centímetros de fio (no lado avesso). Para isso, faça a sua agulha atravessar do lado avesso para o lado certo, no ponto do tecido onde pretende começar, mas deixe ficar uns centímetros de fio para trás (no lado avesso). Comece a trabalhar o ponto escolhido e, com a ajuda dos dedos indicador ou médio da sua mão não dominante (mão que está a segurar o tecido ou o bastidor), tente manter o fio que deixou no avesso por baixo dos pontos trabalhados no lado certo.

Para rematar, depois de ter terminado o motivo bordado, vire o seu trabalho e enfie a agulha pelo interior dos pontos resultantes do seu trabalho e disfarce alguns centímetros de fio por baixo dos mesmos. Depois, é só cortar o fio rente aos pontos mas com um extremo cuidado para não cortar os pontos trabalhados pois isto significaria ter que desfazer tudo e voltar a fazer!
É importante não poupar muito o fio que é usado nestes dois processos porque se o fio for muito curto irá desprender-se com maior facilidade e o seu bordado pode começar a desfazer-se.

Caso esteja a bordar um motivo e necessite de rematar, sem ainda o ter acabado, simplesmente porque o fio está a acabar, faça-o normalmente mas pode começar com o mesmo processo que faz para rematar. Isto é, remate o seu fio e comece com um fio novo mas para isso introduza a sua agulha por baixo dos pontos já trabalhados, no lado avesso, e puxe-a gentilmente até deixar alguns centímetros de fio presos no interior desses mesmos pontos. Depois, é só enfiar a agulha no ponto do tecido onde tem que retomar o seu trabalho, tendo sempre o cuidado de não puxar demasiado e retirar o fio que ficou para trás, disfarçado por baixo do que já foi bordado.

Gostaria de receber todas as novidades no seu email?

A sua privacidade é muito importante para nós, os seus dados NUNCA serão facultados a terceiros.

Subscreveu a nossa newsletter com sucesso!

Pin It on Pinterest

Share This